sexta-feira, setembro 25, 2020
20.5 C
São Paulo

Kawasaki revela pilotos da MX2 para a próxima temporada do Mundial MX

Com as lesões de três pilotos no último ano, o time da Kawasaki teve uma temporada complicada depois de um ótimo início no Mundial de Motocross. E, como Dylan Ferrandis vai se mudar para os Estados Unidos, a equipe decidiu chamar novos pilotos para trabalhar ao lado de Petar Petrov, que vai entrar em sua terceira temporada com a Kawasaki, e a última na MX2, pois ele completará 23 anos no próximo ano. Para correr ao lado do húngaro, que tem muita experiência e corre há seis anos, o time selecionou o britânico Adam Sterry (20 anos) e o francês Stephen Rubini (17 anos).

Adam Sterry

Depois de ter conquistado pódios da EMX250, em 2015, Sterry tentou disputar o Mundial de Motocross no começo do ano, mas sofreu uma lesão na abertura do campeonato, no Catar. Após sua recuperação, o jovem terminou a temporada com o título da MX2, no Campeonato Britânico, e, em breve, vai testar as motos de sua nova equipe.

“É especial entrar em um novo time, como a Kawasaki, e esta será minha primeira vez com as verdinhas. Todas as semanas eu via os resultados do time e, quando eu recebi a oferta deles, não tinha nenhuma dúvida sobre o time e sabia que isso seria ótimo. É um time dos sonhos e isso se mantém desde que eu era criança! Ter essa oportunidade é algo realmente especial. Finalmente, meu esforço rendeu bons resultados e não vejo a hora de correr com a Kawasaki”, disse Sterry.

Stephen Rubini

Já Rubini vai esperar umas semanas a mais, já que ele está se recuperando de uma lesão no pulso no final desta temporada. Antes do acidente, Rubini era o piloto mais bem sucedido da EMX125, tendo trabalho muito próximo ao campeão mundial da Kawasaki, Michael Maschio.

“Eu estou muito feliz de ir para a MX2, em 2017, e de fazer esse acordo com a Kawasaki. Eu tive uma ótima temporada na 125 e não poderia perder essa oportunidade para correr no Mundial de Motocross, mesmo que seja um nível mais alto do que o da série europeia. Eu trabalhei com Michael Maschio por vários meses; ele estará por perto na próxima temporada e eu terei todas as ferramentas para conquistar bons resultados”, afirma Rubini.

Staff

Além dos novos pilotos, o time terá novos membros no staff, como Michael Maschio e o técnico francês Fred Lavergne junto a Jean Jacques Luisetti na preparação das motos. Fred já estava trabalhando por várias semanas no desenvolvimento da nova KXX250F Kawasaki, enquanto Michael tomará conta dos programas de treinamento dos pilotos durante as semanas e acompanhará as corridas.

“Estou feliz por dar boas vindas aos dois jovens pilotos, que já mostraram seu potencial nessa temporada. Stephen foi incrível na 125 e Adam teve ótimos resultados em sua primeira temporada e também no Reino Unido, onde consegui seu título. Tenho certeza que com a experiência de Petar, nós temos um time promissor e muito forte. Também estou muito feliz de ter Lavergne e Maschio no nosso time. Nós nos conhecemos há anos e tenho certeza de que a temporada de 2017 será muito bem sucedida”, finaliza Luisetti.

Com informações do MXGP.

As mais lidas...

close