quinta-feira, setembro 24, 2020
22.9 C
São Paulo

Nova Alvorada do Sul volta a receber etapa do BRMX

Nova Alvorada do Sul volta a receber etapa do BRMX. Esta será a terceira vez que a região sedia as provas da competição. A primeira vez foi em 2011, na qual também foi anfitriã no ano seguinte.

Algumas coincidências já marcam esta etapa, como a data da realização da prova e a ordem da fase. Assim como em 2012, as provas seguem pela quarta etapa da competição e também serão realizadas nos dias 9 e 10 de junho. Naquele ano, competiram apenas seis categorias, agora serão oito classes, entre elas MX1, MX2, MX3, MX4, MX5, MXJR, MX2JR e Elite MX. Aproximadamente 200 pilotos devem acelerar na pista do motódromo Pedro Stradiotti.

Confirmação da etapa

A etapa foi confirmada nesta quarta-feira em Campo Grande durante uma reunião na Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte) com o presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), Firmo Alves, o presidente da FEMEMS, André Azambujae, o presidente da Assembleia Legislativa do MS, Deputado Estadual Junior Mochi juntamente com o Diretor-Presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda e o Diretor-Executivo Silvio Lobo.

Para o presidente da CBM, a parceria com o Governo do Estado de MS foi fundamental para a realização da de mais uma etapa no centro-oeste. “A cidade de Nova Alvorada do Sul e o estado serão imensamente beneficiados. Primeiro porque divulga o nome do Mato Grosso do Sul de forma positiva e as pessoas que vem para a etapa, que são muitas, acabam aproveitando a vinda para conhecer locais de turismo. A etapa também beneficia empresas locais, pois devido a grande estrutura do evento são necessárias as contratações de empresas de segurança, sonorização, estrutura, de várias atividades”, comentou Firmo.

Retrospectiva

Além das coincidências, a Confederação Brasileira de Motociclismo fez um levantamento para relembrar quais os pilotos se deram bem na pista de Nova Alvorada do Sul em 2012.

Pela MX1, quem subiu no pódio na primeira posição foi o inglês Adam Chatfield, que não corre mais no Brasil desde 2016, quando participou pela última vez do Brasileiro de Motocross. Em segundo lugar, com 42 pontos na somatória das baterias da classe, ficou Jorge Balbi, que, embora não esteja mais dentro das pistas devido a um acidente sofrido há dois anos durante uma prova, tem acompanhando de perto todas as etapas do brasileiro. Na quarta posição ficou com o espanhol Carlos Campano, que inclusive correu pela primeira vez no Brasil em Nova Alvorada do Sul, porém no ano de 2011. O espanhol correu pela primeira vez uma temporada inteira da competição apenas no ano seguinte, voltando a competir na mesma pista que o recepcionou em solo brasileiro. Na quinta posição ficou com Leandro Nunes da Silva, que encerrou a carreira depois de sofrer um acidente em 2014 na etapa de Pedra Bonita – MG. Naquela ocasião, o piloto Hector Assunção era ainda da MX2 e levou a melhor nas duas baterias ficando no lugar mais alto do pódio na etapa.

A etapa em Nova Alvorada do Sul

A etapa em Nova Alvorada do Sul terá entrada franca e o público vai poder se programar para um final de semana com muita emoção e disputa. Com a realização desta, faltarão apenas mais quarto etapas para o fim do campeonato e a briga pelo título tende a ficar ainda mais acirrada.

O campeonato Brasileiro de Motocross tem o patrocínio da Honda, Rinaldi, baterias ERBS, Yamaha, IMS Racing e Uniart troféus.

Leia também:

Curte notícias sobre o assunto? Então, acompanhe o MX Action pelo Facebook e Instagram!

As mais lidas...

close